Colaboradores

O EVANGELHO E A ESSÊNCIA DA FÉ

Tiago 2:17-20

Uma escritora americana chamada Helen Adams Keller disse: “O otimismo é a fé em ação. Nada se pode levar a efeito sem otimismo.” Seria isso verdade? Claro que não! A palavra otimismo significa: Atitude daqueles para quem tudo no mundo é o melhor possível, ou para quem a soma dos bens supera a dos males. Isso quer dizer que o otimista tem a tendência de se considerar satisfeito com o atual estado de coisas.

1. A fé que não se manifesta em obras é morta. (2:17)
Diferentemente da escritora, Tiago explica sobre o que é a essência da fé no verso 17.
Entendamos o pensamento de Tiago: “Saibam que não é suficiente apenas ter fé. É também preciso que vocês façam o bem, a fim de provarem que têm fé. A fé que não se revela por meio de boas obras, não significa nada, é morta e inútil.”

A essência da fé, segundo a escritora Helen Keller, é baseada no otimismo; portanto, é egoísta e dissemina a filosofia do “pensamento positivo”. A essência da fé, segundo o homem de Deus, é demonstrada por meio de ações, ou seja, as boas obras que Deus planejou de antemão para Seus filhos. Esse tipo de fé não gera um sentimento de só se preocupar com o interesse próprio, ou com o que lhe diz respeito. Leia Tiago 2:14-16 e entenda a essência da fé não egoísta. Perceba que ela se preocupa com o bem estar das pessoas e que nos dá o sentido exato de comunidade.

2. A proposta do Evangelho não é que você viva apenas para crer em Deus. (2:19)
Ter esse tipo de fé é ter uma fé que se parece com a dos demônios! Repare que eles, os demônios, creem em Deus com tamanha convicção, que chegam a tremer, ou seja, eles ficam estremecidos, aterrorizados, invadidos por um medo extremo e apavorados. Mesmo se sentindo assim, não podem ter comunhão com Deus, pois suas obras são más.
Muitos cristãos que dizem ter fé em Deus, sequer O temem! Caso O temessem, mudariam o seu comportamento, se comprometeriam com Deus e fariam as obras Dele. Por que eu digo isso? Basta lermos as palavras de Paulo: _ Porque somos criação de Deus realizada em Cristo Jesus para fazermos boas obras, as quais Deus preparou de antemão para que nós as praticássemos. (Ef.2:10 NVI)
Os demônios não podem fazer boas obras, pois possuem a natureza ou essência de seu “Chefe”, o Diabo - Satanás. Nós sabemos, pelas Escrituras, que Satanás pode até se transformar em um “anjo de luz”, a fim de enganar até mesmo aqueles que creem em Deus. (cf. 2 Co.11:14) Muitos que estão pregando e até servindo nas igrejas, podem estar fazendo essas coisas no espírito de Satanás, pois suas obras não conduzem as pessoas a se submeterem a Cristo como Senhor. No entanto, quando Deus nos chamou, nós não tínhamos a natureza de Satanás, mas de Adão. Vivíamos na desobediência e não conhecíamos a Verdade, diferentemente de Satanás, que conhecia a Verdade e quis se tornar no que se tornou! Ele tomou a resolução de se tornar um adversário de Deus e assumiu essa natureza ou atributo. Uma vez que aceitamos o chamado de Deus em Cristo, nós recebemos a natureza do Filho de Deus e nos tornamos uma nova criação de Deus. Paulo diz: _ Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criação. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas! (2 Co.5:17 NVI)
Então, aquele que está em Cristo, anseia por conhecer as coisas novas que Deus lhe propõe a cada dia. Jesus comungou com Deus, estudou a Sua Palavra e praticou a vontade de Deus. Portanto, nós que temos a natureza de Jesus agindo em nós, devemos fazer o mesmo!

3. A fé se torna inútil, quando deixamos de fazer o que Deus pede. (2:20)
Quando agimos desse modo, o Espírito Santo nos chama de “tolos ou insensatos”. Isso quer dizer que agimos de modo contrário à definição que Deus dá à essência da fé. A fé que não resulta em boas obras, realmente não é fé e a pessoa que desse modo vive, ainda não compreendeu o que significa crer.
Em todo o tempo lhes é ensinado que Deus os amou e se crerem, eles serão salvos. (cf. Jo.3:16) Também lhes é dito que se forem a Jesus, jamais serão lançados fora da Sua presença. (cf. Jo.6:37) Entretanto, esse é um modo traiçoeiro de se pregar o Evangelho!
Por que eu digo isso? É dito às pessoas: “Venha como está!”, mas não lhes é dito que elas precisam se comprometer com todo o conteúdo que envolve o chamado de Deus. Você vai a Cristo como está, mas não pode continuar a ser como é, pela razão de ter se tornado Nele em uma nova criatura, pois o antigo tem que ser substituído pelo novo!
Paulo diz: _ Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. (Rm.12:2 NVI) O que Paulo está procurando dizer? “Não conduzam suas vidas segundo os costumes deste mundo, mas sejam pessoas novas e diferentes, mostrando uma sadia renovação em tudo quanto fazem e pensam.
E assim vocês aprenderão de experiência própria, como os caminhos de Deus realmente satisfazem a vocês.”
Deus o aceitou como estava, mas Ele não permite que você continue a viver daquele modo, ou seja, na desobediência e na ignorância da Sua vontade. A fé não dispensa as obras, ou seja, ela não o exime ou desobriga da prática de tudo que está envolvido no chamado de Deus para a sua vida.
Primariamente, a fé não é um “instrumento” para você pedir tudo o que deseja de Deus; antes, ela age em você para servir a Deus, por meio do exemplo de Cristo. Quem não obedece ao Senhor, não O agrada! Jesus disse: _ Por que vocês me chamam ‘Senhor, Senhor’ e não fazem o que eu digo? (Jo.6:46 NVI)
Portanto, nós não manifestamos fé, a fim de que Deus faça tudo o que pedimos, mas para que façamos tudo o que Ele nos pede! Nós devemos ser perseverantes nesse pensamento, para perseverarmos na fé, pois a perseverança é a marca daqueles que irão reinar com Cristo.
Aquele que negar a Cristo, também será negado por Ele e isso pode ser visto nas palavras de Paulo: _ Se perseveramos, com ele também reinaremos. Se o negamos, ele também nos negará. (2 Tm.2:12 NVI)
O pensamento de Paulo é que se estivermos dispostos a sofrer, aguentar bravamente os maus tratos deste mundo, nos mantendo firmes em Cristo, com Ele reinaremos. Porém, se fugirmos e recuarmos, Ele nos rejeitará.
Ninguém deve dizer que teve fé ao aceitar o chamado de Cristo e depois não precisou mais da fé que lhe trouxe a salvação, pois essa não é a visão bíblica da fé. O verbo “crer” (no grego pisteuo) denota a natureza continuada da fé salvadora e esta é a razão de sermos perseverantes.
Jesus disse: _ Eu lhes asseguro: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida. (Jo.5:54 NVI) Jesus está dizendo que aquele que ouve a Sua mensagem e continua crendo, compromissado com Aquele que O enviou, tem a vida eterna e não será condenado, porque passou da morte para a vida!

Colaborador: REVERENDO ,Pr. WALTER DE LIMA FILHO